11 Dicas que poderiam salvar sua vida em situações críticas

11 Dicas que poderiam salvar sua vida em situações críticas0shares

Você sabe o que fazer em caso de terremoto? Como você deve agir se alguém estiver se afogando? O que você faria se fosse arrastado para um fluxo de retorno? Não sabemos quando essas dicas serão úteis, mas temos certeza absoluta de que todos deveriam tê-las.

É por isso que decidimos compartilhar com você uma lista de dicas úteis que poderiam salvar a vida de qualquer pessoa em uma situação difícil. Portanto, fique confortável enquanto aprende uma série de técnicas que ajudarão você a se manter seguro.

Se você não conhecia algumas dessas recomendações, COMPARTILHE com seus amigos. Não se esqueça de deixar sua opinião nos COMENTÁRIOS, nós gostaríamos de saber o que você pensa sobre isso.

1. Queimaduras.

Muitas pessoas pensam que a primeira coisa que devem fazer se tiverem uma queimadura é passar um creme ou até mesmo manteiga. No entanto, os médicos não recomendam fazer isso, pois pode infectar a ferida.

A primeira coisa que você deve fazer é esfriar a pele.

Portanto, não tenha medo de usar água fria ou colocar objetos frios na área afetada. Se a bolha estiver aberta, não use água. Neste caso, cubra a queimadura com um curativo estéril e procure um médico. É sempre bom ter uma espuma especial para queimaduras em casa, você pode obtê-la em qualquer farmácia.

2. Corrente de retorno.

As correntes de retorno ou de ressaca são fluxos de águas que se afastam da costa e que podem arrastar a qualquer pessoa, sem importar que seja um ótimo nadador. É por isso que é importante saber o que fazer para sair dessa corrente o mais rápido possível.

A primeira coisa que você deve fazer é voltar para águas calmas.

Em geral, as correntes de ressaca não são muito largas (nem excedem os 9 metros). Então o seu objetivo é as águas calmas que estão nas laterais, você tem que nadar paralelamente à costa. Nunca tente nadar contra a corrente, é forte demais e tenha em mente que essa corrente o levará cada vez mais longe da costa. Quando estiver em águas calmas, você poderá nadar de volta para a praia.

3. Hemorragia nasal.

Não coloque a cabeça para trás quando tiver uma hemorragia nasal. Para parar o sangramento, mantenha a área pressionada de 10 a 15 minutos.

Se você quiser parar o sangramento o mais rápido possível, colocar algodão na narina pode ajudar.

Mas ainda assim, não é recomendado que você levante a cabeça para trás. E se o sangramento durar mais de 30 minutos, procure assistência médica.

4. Choque elétrico.

Se uma pessoa estiver sendo eletrocutada, evite tocá-la. Tente afastá-la da fonte de eletricidade com algum objeto isolante, senão você colocará sua própria vida em perigo.

Nestes casos você deve agir rápido:

Desligue o aparelho. Empurre a pessoa para longe do dispositivo com algo que não carregue corrente. Se não houver perigo, não toque na pessoa e simplesmente chame a emergência. Mas se houver o risco de ser eletrocutado pela segunda vez, remova a pessoa da fonte de energia por pelo menos 9 metros.

5. Concussão.

Se você suspeitar que tem uma concussão, NÃO tome uma aspirina para a dor de cabeça, a melhor coisa nesses casos é chamar uma ambulância imediatamente.

Enquanto aguarda a chegada dos paramédicos, coloque-se em posição semi-sentada com o cinto da calça aberto.

Se tiver sede, peça um pouco de chá ou água com açúcar. Tente ficar o mais imóvel possível e espere a ajuda médica chegar.

6. Asfixia.

Geralmente, nós batemos nas costas de alguém que está se afogando. No entanto, há outro método muito mais eficaz que é a manobra de Heimlich.

Esta manobra é muito fácil de fazer, você só tem que ficar atrás da pessoa que está sufocando.

Envolva-a com os braços, certifique-se de colocar os polegares abaixo do peito e acima do umbigo. Em seguida, pressione com firmeza e empurre para cima. Repita este processo até que o objeto tenha saído.

7. Mordida de carrapato.

Se você encontrar um carrapato em sua pele, não derrame óleo nele. Isso não irá ajudá-lo e irá privá-lo da possibilidade de descobrir se você está infectado ou não.

Você deve remover o carrapato com uma pinça especial. Mas se você não tiver, não tente tirá-lo com as mãos, é melhor pedir ajuda médica.

Visite um médico se você começar a sentir febre após a picada. Se possível, leve o carrapato a um laboratório para determinar se está infectado ou não e faça um exame de sangue para descartar a possibilidade de qualquer doença.

8. Massagem cardíaca indireta.

No caso de uma pessoa não apresentar sinais de pulso após um acidente, é necessário aplicar uma massagem cardíaca indireta. Nestes casos, ligue para a emergência e continue com a massagem até que chegue ajuda. Para realizar a massagem indireta, você deve seguir estes passos:

  1. Coloque as palmas das mãos transversalmente na parte inferior do tórax.
  2. Pressione uma vez por minuto.
  3. Certifique-se de não dobrar a massa, pois sua massa corporal poderia afetar a massagem.

Se a massagem indireta no coração não funcionar, aplique respiração artificial para fornecer oxigênio à pessoa.

Durante essa técnica, você deve pressionar o nariz da pessoa e injetar ar pela boca.

9. Contusões.

Para tratar hematomas, é suficiente resfriar a área em questão. Você pode tentar colocar um bloco de gelo no hematoma por 20 minutos.

No entanto, se a área afetada começar a inchar, recomenda-se envolvê-la com uma bandagem elástica.

E, neste caso, vá a um médico.

9. Cortes e sangramento arterial.

Quando uma artéria é danificada, o sangue que você verá é vermelho brilhante e fluirá em correntes pulsantes.

No caso de uma hemorragia arterial grave, certifique-se de pressionar a artéria que está logo acima da ferida e faça um torniquete.

Tenha em mente que ele só pode ser mantido por uma hora, caso você esteja em temperatura ambiente. Além disso, você deve soltá-lo um pouco e reapertá-lo a cada 30 minutos. Além disso, ligue imediatamente para a emergência e coloque um pano limpo na ferida.

11. Cortes e sangramento venoso.

Quando há uma hemorragia venosa, o sangue tem uma cor escura e flui sem pulsação. Se o corte não for sério, basta aplicar uma bandagem de pressão. Mas se for grave, ligue para emergência depois de colocar o curativo.

Bônus: Como sobreviver a um terremoto.

Há uma teoria muito interessante chamada "triângulo da vida", de Doug Copp. Essa teoria sugere que o melhor lugar para se esconder é ao lado de uma peça de mobília, assim, se uma parede cair, ela cairá sobre a mobília e não sobre a pessoa. Formando um triângulo.

No entanto, esta teoria foi rejeitada pela Cruz Vermelha Americana, uma vez que eles dizem que é difícil prever onde esses triângulos serão formados.

Além disso, as estatísticas dizem que a maioria das mortes e ferimentos durante terremotos ocorre devido à queda e objetos em movimento, em vez de paredes caindo.

E você, o que achou dessas dicas?

Deixe a sua resposta nos COMENTÁRIOS e COMPARTILHE com os seus amigos.

DEJANOS SABEN TU OPINION
TE LO RECOMENDAMOS
TU PUEDE INTERESAR