Cheirar os gases do seu parceiro prolonga a vida e previne doenças, diz a ciência

Cheirar os gases do seu parceiro prolonga a vida e previne doenças, diz a ciência7.8kshares

Todos nós o fazemos, mas ninguém o aceita, é uma função perfeitamente normal e natural do nosso corpo, no entanto, nos causa uma vergonha que se origina na parte mais profunda do nosso ser (literalmente). Afinal, se você nunca deixar um peido escapar, você precisa ir ao médico.

É compreensível que seja um pouco tabu, como o resto das funções excretórias do nosso metabolismo, afinal, é desagradável, cheira mal e não é exatamente algo que faz você parecer mais atraente diante do sexo oposto.

Mas talvez não seja tão ruim "deixar escapar um" quando você estiver com seus entes queridos, pelo menos é isso que um novo estudo científico diz e garante que os componentes de nossos gases podem ajudar a combater doenças e até prolongar nossas vidas. Continue lendo para saber detalhes.

Gases expelidos podem aumentar sua longevidade

Embora possa parecer uma piada de mau gosto, é um achado científico sério que encontrou uma grande correlação entre estar exposto a esses gases e um aumento significativo na expectativa de vida das pessoas.

A descoberta surpreendeu a comunidade científica

O aumento da expectativa de vida é semelhante ao experimentado por pessoas que mudaram seus hábitos de vida em aspectos como alimentação balanceada, atividade física ou abandono de vícios como o cigarro.

O responsável é o sulfeto de hidrogênio um dos componentes dos gases intestinais

A.J. Troiano, um dos pesquisadores afirmou que não são os micróbios responsáveis pelo cheiro, mas essa molécula

Aparentemente, este produto químico tem inúmeros efeitos benéficos sobre o corpo

Um estudo da Universidade de Exeter descobriu que eles ajudam a reduzir o risco de câncer, demência, infartos, artrite e ataques cardíacos

Os resultados parecem indicar que o sulfeto de hidrogênio ajuda as células a lutar contra várias doenças

Embora tenham esclarecido que em altas doses pode ser perigoso, não há risco de morrer por inalar os gases de outra pessoa

Quando as células estão "estressadas" por uma doença, liberam enzimas para criar naturalmente o sulfeto de hidrogênio

Graças a isso, a produção de sangue aumenta e a inflamação é regulada

Isso poderia explicar por que as pessoas que vivem com seus parceiros tendem a viver mais do que as que moram sozinhas

Você não poderia se apaixonar por alguém que você não poderia cortar o queijo na frente.

Durante a noite (ou até mesmo durante o dia, se você tiver muita confiança) não evite respirar os gases que o seu amado libera

Então, se você realmente ama essa outra pessoa, relaxe e libere tudo o que está dentro de você 

Deixe-nos saber sua opinião sobre este tema engraçado e polêmico nos comentários

DEJANOS SABEN TU OPINION
TE LO RECOMENDAMOS
TU PUEDE INTERESAR