Como seria possível para uma família afro-brasileira ter uma filha tão branca como o leite

Como seria possível para uma família afro-brasileira ter uma filha tão branca como o leite2shares

Quando se está grávida, é normal imaginar como será o bebê ... Ele terá o nariz do pai? E a cor de seus olhos? Como será seu sorriso? As mães passam toda a gestação sonhando em conhecer cada pedacinho de seu filho, e de acordo com as características de sua família tentando adivinhar com quem o bebê se parecerá ... Mistérios que serão revelados no dia do nascimento. 

No entanto, o que aconteceria se o bebê que a enfermeira lhe trouxesse fosse completamente diferente de você e do seu parceiro? Sem dúvidas, você pensaria que foi um erro! Bem, foi exatamente isso o que aconteceu com Rosamere Andrade! 

O primeiro filho

Quando Rosamere Fernanda de Andrade teve seu primeiro filho, ela pensou que seu bebê tivesse sido trocado na maternidade. Ele era muito diferente do que se esperava, não tinha outra explicação para Rosamere, aquele não era seu bebê. 

Como ela e o marido, João, são negros, seria impossível sua filha nascer com a pele branca, cabelos claros e olhos azuis.

Por que ... como seria possível para uma família afro-brasileira ter uma filha tão branca como o leite?

"Não, isso é impossível".

Mas acontece que sua primeira filha, Ruth, nasceu com uma diferente condição genética.

Ruth é albina.

"O albinismo é um defeito na produção de melanina e a melanina é uma substância natural no corpo que dá cor ao cabelo, a pele e a íris dos olhos", descreve a Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos.

No começo, as pessoas pareciam não entender ...

"Os vizinhos começaram a fazer comentários sobre Ruth ... Eles até sugeriram que João não era o pai e que eu tinha estado com outro homem", a mãe confessou ao Daily Mail.
"Isso foi muito grosseiro".

Mas então ela engravidou novamente.

E foi quando teve sua segunda filha, Estefani, também albina, que ela conseguiu entender e esclarescer seu mundo de dúvidas.

Então os especialistas explicaram a situação da família Andrade.

"Os doutores nos explicaram que João e eu temos um gene para o albinismo, então cada vez que tínhamos um filho, havia uma de quatro possibilidades para a criança ter essa condição", disse Rosamere.

Mas essas não foram as únicas surpresas que a família recebeu.

Eles tiverem um terceiro filho com albinismo: Kauan. Na foto vemos (da esquerda para direira): Kauan, 9, Ruth, 14, João, 13 e Estefani, 12, todos filhos de Rosamere. 

Por sua vez, Rosamere confessou que ter filhos com esta condição é muito difícil.

"Tenho medo deles desenvolverem câncer de pele porque eles não têm proteção natural contra o sol, então eu preciso monitorá-los constantemente para garantir que eles não estão queimando", disse a mãe ao Daily Mail.

Quando Ruth tinha 7 anos, Rosamere começou a notar como essa condição estava afetando sua filha.

"Comecei a ver como Ruth e Estefani ficavam vermelhas depois de brincarem na rua, e depois elas choravam por causa da dor das queimaduras, me senti inútil, não sabia o que fazer", disse Rosamere.

Felizmente, os médicos ajudaram a Rosamere e agora ela sabe como administrar a condição de seus filhos.

"O médico explicou tudo para mim, vou aplicar constantemente protetor solar em sua pele e deixar que brinquem principalmente à noite", acrescentou a mãe.

Por sua vez, a Biblioteca Nacional de Medicina dos EUA, também sugere alguns tratamentos.

"O tratamento envolve a proteção da pele e dos olhos no sol.

Reduz o risco de queimaduras solares, evitando o sol, usando protetores e cobrindo-se completamente quando expostos ao sol.

Usar filtros solares com um alto fator de proteção solar (SPF).

Usar óculos de sol (protegidos contra a radiação UV) para ajudar a aliviar a sensibilidade à luz ".

Bem, temos certeza de que ter uma criança nessa condição não deve ser fácil ... 

Embora essa mãe tenha demonstrado que, com os cuidados necessários, eles podem ter uma infância normal. Você pode conhecer esta história com mais detalhes no vídeo abaixo.

DEJANOS SABEN TU OPINION
TE LO RECOMENDAMOS
TU PUEDE INTERESAR