Conheça a triste história das primeiras quíntuplas do mundo

Conheça a triste história das primeiras quíntuplas do mundo11shares

Quanto você sabe sobre gravidez múltipla? ... Uma gravidez múltipla é aquela em que mais de um feto se desenvolve. Isto ocorre como resultado da fertilização de dois ou mais óvulos, ou quando um óvulo se divide, dando origem neste caso aos gêmeos, genéticamente idênticos.

Na história, existem vários casos de gravidez múltiplas conhecidas pelo mundo, da mãe que teve oito filhos, e os séptuplos McCaughey, que após a formatura nos Estados Unidos, foram notícia nacional, pois, por enquanto, é o grupo de múltiplos mais numeroso do mundo, no entanto, há outra história de múltiplos para ser  lembrada, uma que não é tão alegre quanto a da família McCaughey.

Todos ouvimos falar de crianças prodígios que foram exploradas por pessoas carregadas de ganância, que se aproveitam de seus talentos por anos. No entanto, não há uma história como a das quíntuplas de Dionne, cinco irmãs que experimentaram a infelicidade, desde o momento em que nasceram, foram exploradas pelo governo e seus próprios pais.

Nós te contaremos a triste história das irmãs Dionne, as primeiras quíntuplas do mundo.

As Dionne foram as primeiras quíntuplas a serem registradas no mundo. As 5 irmãs idênticas nasceram em Ontário, Canadá, no ano de 1934.

Naquela época, a medicina da fertilidade não estava tão informada sobre os nascimentos múltiplos como agora, por isso era quase impossível ter partos bem sucedidos quando se tratava de mais de uma criança.

As irmãs Dionne foram concebidas naturalmente e, embora tenham nascido prematuramente, não tiveram grandes complicações. No entanto, seu nascimento impactou o mundo e a comunidade médica.

Sendo chamadas de "milagre médico" para aquele tempo, elas foram consideradas celebridades desde o nascimento. Pessoas de todo o Canadá e do mundo ficaram encantadas com a idéia de 5 meninas idênticas nascerem juntas.

As irmãs nasceram em 28 de Maio de 1934, no norte de Ontário e receberam os nomes de Annete, Yvonne, Cécile, Marie e Émilie. Seus pais eram Oliva-Edouard e Elzire Dionne, eles já tinham 5 filhos antes do nascimento das quíntuplas e eles tiveram ainda mais 3 depois delas.

Sendo um casal pobre e incapaz de cobrir as despesas de uma família tão grande, muitas instituições estavam dispostas a assumir a responsabilidade pelas quíntuplas.

No entanto, muitas dessas instituições só as queriam para demonstração de fenômenos.

Alguns dias após o nascimento, o governador Mitchell Hepburn tirou a custódia das bebês de seus pais e a colocou sob a proteção do Dr. Dafoe e outros três guardiões.

Mas, infelizmente, elas estavam localizadas no Quintland, um parque temático perto da casa de seus pais.

Para diferenciá-las, cada menina tinha uma cor e um símbolo.

Cécile era verde e um peru; Marie era azul e ursinho de pelúcia; Yvonne, rosa e um pássaro; Annette vermelho e uma folha de bordo; e Emilie, branca e uma tulipa.

Nos primeiros anos, sua educação era responsabilidade da equipe médica dessa "creche especial".

Onde estudavam e cobravam dos visitantes que iam para vê-las.

Desta forma, elas se tornaram uma atração turística capaz de receber 6 mil visitas por dia.

Em 1934, as quíntuplas arrecadaram quase um milhão de dólares canadenses. E o parque tornou-se a maior atração turística de Ontário.

À medida que as irmãs cresciam, elas visitavam executivos, celebridades e autoridades.

Até conheceram a rainha da Inglaterra, Elizabeth II! E elas apareceram em filmes baseados na história do Dr. Dafoe.

Aos 9 anos de idade, as irmãs voltaram a estar sob a custódia de seus pais, mas, infelizmente, elas foram usadas ​​para arrecadar dinheiro e ajudar a família.

Durante a adolescência, elas participaram de eventos e foram maltratadas.

Em 1952, quando completaram 18 anos, as 5 irmãs decidiram fugir de casa e cortar relações com seus pais e Dr. Dafoe.

Desde então, elas tentaram se afastar da mídia e não chamar atenção. Tentando viver uma vida tranquila.

Émilie tornou-se freira, mas morreu em 1954, aos 20 anos depois de sofrer um ataque de epilepsia. Marie faleceu em 1970 após um infarto cerebral em Montreal.

Já em 1990, as outras três irmãs decidiram morar juntas em um subúrbio de Montreal, longe da fama.

Em 1995, Annete, Yvonne e Cécile disseram ter sido abusadas sexualmente por seu pai. E chamaram a atenção novamente em 1997, após o nascimento dos irmãos McCaughey.

Após o nascimento dos séptuplos, elas decidiram publicar uma carta aconselhando os pais a tirar seus filhos da vida pública.

A carta terminava com a seguinte frase:

"Se esta carta mudar o curso dos eventos desses recém-nascidos, então talvez nossas vidas tenham um propósito mais elevado".

Em 1998, as irmãs chegaram a um acordo monetário com o governo de Ontário, como compensação pela exploração infantil.

Em 2001, Yvonne perdeu sua luta contra o câncer. Atualmente, Annete e Cécile têm 82 anos de idade e uma vida tranquila.

O que você achou dessa história?

DEJANOS SABEN TU OPINION
TE LO RECOMENDAMOS
TU PUEDE INTERESAR