"Dormi e acordei no meio de centenas de cadáveres", relatou Hyacinth Thrash

"Dormi e acordei no meio de centenas de cadáveres", relatou Hyacinth Thrash16shares

A fé nas diferentes religiões é, sem dúvida, uma maneira de interpretar a necessidade do ser humano de encontrar uma resposta para os diferentes desconhecidos que representam os mistérios da vida.

Mas essa fé cega e firme pode ser deturpada por pessoas com interesses pessoais ou por alguém cuja mente se dissociou completamente da realidade. E isso pode, sem dúvida, terminar em uma terrível tragédia.

É o caso do que aconteceu em Jonestown, onde a idosa Hyacinth Thrash disse que dormiu uma noite e acordou no dia seguinte cercada por mais de 900 cadáveres. Naquela época, a mulher tinha 76 anos e estava entre os primeiros seguidores do culto de Jones, e embora ela admita que no início seu primeiro pensamento foi que este homem estava certo e havia alcançado o Apocalipse, mais tarde a verdade a atingiu duramente.

Mas qual é a verdade por trás dessa terrível tragédia?

Cristianismo, socialismo e fanatismo

Jim Jones criou esse culto, que originalmente misturava os preceitos religiosos com a ideologia do socialismo. Ele chamou sua igreja de "O Templo do Povo" e teve mais de 20.000 seguidores, que naquela época era um número considerável.

O templo do povo, uma fé nômade

Jones mudou seus seguidores para os Estados Unidos várias vezes, guiado pela idéia paranoica de que o governo estava vigiando e queria destruí-los. Finalmente, em 1975, ele acabou se estabelecendo na Guiana, ao lado da Venezuela, onde fundou Jonestown.

DEJANOS SABEN TU OPINION
TE LO RECOMENDAMOS
TU PUEDE INTERESAR