Em sua dor, essa mãe enviou um SMS para seu filho morto e recebe uma resposta inesperada

Em sua dor, essa mãe enviou um SMS para seu filho morto e recebe uma resposta inesperada0shares

A morte é a única certeza da vida. Pode acontecer em qualquer lugar e a qualquer momento, mas a verdade é que, quando somos jovens e saudáveis, não acreditamos que nossa vida possa terminar assim, tao rápido.  Tracamos metas e sonhos para os nossos dias, a curto e a longo prazo, embora talvez, sem saber, não tenhamos a oportunidade de desfrutar de todo o tempo que precisamos para alcançá-los.

Assim foi a história de Taylor Thyfault, um jovem que anotou seus sonhos em uma lista e que logo cumpriu alguns deles, como se juntar ao exército e, depois disso, conseguir um emprego como policial estadual, mas depois, em seu último dia de treinamento, trágicamente perdeu sua vida durante uma perseguição policial. Sua mãe ficou devastada e continuou a enviar mensagens de texto para o número de Taylor, sem saber que um dia ela teria uma resposta.

"9: salvar uma vida"

Thyfault foi morto em 2015, aos 21 anos de idade. E, embora não tenha realizado grande parte de sua lista de objetivos, nos últimos momentos de sua vida cumpriu o item "9", que era salvar uma vida.

Até então, Thyfault vivia seus sonhos

Realizando seu primeiro sonho, ele se juntou ao exército aos 18 anos de idade e aos 21 anos estava pronto para começar uma nova carreira como soldado do estado do Colorado nos Estados Unidos.

Em maio de 2015, ele quase terminou com seu treinamento

No dia 23 de Maio de 2015, ele foi designado para investigar um acidente que ocorreu na Highway 66 no Colorado, correndo junto com outro oficial. Mas enquanto estavam na cena dos acontecimentos, os oficiais receberam a notícia de que havia uma perseguição e um veículo em alta velocidade estava indo em direção a eles. Eles implementaram registros de parada para tentar parar o veículo em fuga, mas o carro não parou.

O último ato heróico

A cena tinha um espectador inocente: um motorista de caminhão, bem na linha de colisão. Thyfault gritou para o homem sair do caminho, salvando sua vida, pouco antes de o carro atingir e matar Thyfault.

A tragédia deixou sua mãe devastada

"Eu apenas gritei, 'Não, ele não. Por favor, ele não", disse ele ao USA Today.

"Erámos tão próximos. Tudo o que aconteceu em sua vida, aconteceu na minha vida também"

"Todos os dias, é como se eu fosse atingida por uma tonelada de tijolos, não posso sequer enviar uma mensagem de texto", disse Adler à 9News.

Como consolo, Adler escrevia com frequência ao número de Thyfault, dizendo-lhe que ela o amava, mesmo sabendo que seu filho nunca mais responderia.

Mas uma noite, ela recebeu uma mensagem de texto.

Algumas semanas após a morte de seu filho, Adler enviou uma mensagem, particularmente longa, para o número dele

Ela ficou muito surpreso quando recebeu uma resposta. Não, não era uma atividade paranormal, mas uma mudança de destino notável.

"Eu quero voce em casa. A urgência que tenho de falar com você está forte esta noite. Sinto tanto sua falta. Eu só quero vê-lo, te sentir, te ouvir. Eu não quero você longe de mim. Nunca vou entender o por que filho. Espero que você esteja bem. Eu realmente não sei como posso viver".

"Estou com o Departamento de Polícia de Greeley, e eu não acho que suas mensagens estão chegando aonde você quer"

Acontece que, após a sua morte, o número de telefone de Thyfault foi atribuído ao sargento Kell Husley da polícia Greeley. Depois de entender a situação, o Sargento Husley ofereceu-se para trocar de número de telefone. Mas Adler ficou surpresa com a coincidência. "Tenho a honra de que um policial com suas credenciais tenha ficado com o número do meu filho".

Os dois estranhos fizeram uma conexão

Eles mantiveram contato. Adler contou a Husley sobre seu filho, e o sargento disse que ouvir sobre o jovem o fez lembrar de si mesmo e o ajudou a renovar seu amor por sua profissão.

Carol eventualmente escreve para Husley para saber que ele está bem

"Ainda é o número do meu filho, e a sensação de receber algumas respostas desse número é tudo".

"Oi, Sr. Carol Adler aqui. Só estou checando para ter certeza de que você está bem".

Thyfault sacrificou sua própria vida para salvar a vida de um estranho

Ele sempre será lembrado. Sua mãe, Carol, e toda a sua cidade, sempre o terá em seus corações.

O que você achou dessa história? Deixe seu COMENTÁRIO! 

DEJANOS SABEN TU OPINION
TE LO RECOMENDAMOS
TU PUEDE INTERESAR