Família adota uma menina da Uganda, mas ao descobrir sua história tiveram que devolvê-la

Família adota uma menina da Uganda, mas ao descobrir sua história tiveram que devolvê-la34shares

Nos últimos tempos, houve um aumento no índice de famílias adotando crianças de outros países vítimas de pobreza, guerra e corrupção, dando-lhes uma nova vida e um mundo cheio de possibilidades. De fato, há celebridades que se juntaram a essa causa, um exemplo claro é Angelina Jolie e Madonna, que viajaram pessoalmente para esses países para poder pegar uma criança em seus braços e resgatá-las da miséria em que estavam.

Embora muitas famílias que adotam essas crianças pensem que estão lhe fazendo um favor, nem sempre é assim. A verdade é que um bom número de crianças que são "resgatadas" por ONGs são arrancadas de suas famílias e forçadas a viajar para outro continente para um novo começo ...

Deixamos-lhe abaixo a história comovente de uma família americana!

Se você também ficou surpreso, COMPARTILHE com seus amigos. Não se esqueça de nos deixar sua opinião nos COMENTÁRIOS, nós gostaríamos de saber o que você pensa sobre esse assunto. 

Adotar uma criança de outro país para proporcionar uma vida cheia de possibilidades é uma iniciativa verdadeiramente bela.

E enquanto muitas organizações se dedicam a isso por causa das crianças, há outras que decidiram aproveitar a oportunidade para ganhar dinheiro ilegalmente no mercado de adoção.

Foi exatamente o que aconteceu com uma família em Ohio, nos Estados Unidos.

Jessica e Adam Davis já tinham 4 filhos quando decidiram ter mais um. Mas desta vez decidiram dar a oportunidade a uma criança que não tivesse uma boa vida para mudar radicalmente.

Foi assim que eles conheceram uma menina órfã de 6 anos da Uganda.

"Nos disseram que seu pai havia morrido, que ela estava sendo negligenciada severamente em casa e que sua mãe a deixava aberta a abusos. Que não podiam oferecer educação para ela e que ela nunca frequentou a escola", disse Jessica Davis à CNN.

Ao saber dessa horrenda realidade, esta família decidiu intervir e dar à menina a oportunidade de ter uma vida melhor.

Com esse propósito, a família voou para Uganda e foi para o orfanato onde Namata estava. Lá perceberam que a pequena "vivia" em uma sala sem proteção e sem brinquedos, então decidiram levá-la imediatamente para os Estados Unidos.

Logo a menina se juntou à família e todos se apegaram a ela.

Uma vez que a adoção foi concluída, a família acreditava que tudo estava indo bem com sua nova filha. Mas, depois de seis meses, quando a menina aprendeu a falar inglês, ela pôde contar a seus novos pais uma terrível verdade.

De acordo com as declarações de Jessica à CNN, a menina disse-lhes que sentia muita falta da mãe.

Ela também disse a eles que nunca tinha sido maltratada em sua antiga casa e que costumava ir à escola todos os dias.

Foi então que os Davis descobriram que poderiam ter tirado a menina de uma boa família.

E eles decidiram ir ao tribunal para saber exatamente o que estava acontecendo.

Da mesma forma, a família concordou em fazer uma vídeo-chamada pelo FaceTime com a mãe biológica de Namata.

Que tinha sido rastreada pela organização "Uganda Reunite", que é responsável por trazer as crianças que estavam longe de seus pais.

Só de ver a reação da menina quando viu a mãe, tudo ficou muito claro: as duas se amavam e sentiam muita falta.

"Com essa ligação pelo FaceTime, ficamos sabendo que a mãe dela foi enganada", explicou Jessica.

A mãe de Namata havia sido enganada, disseram a ela que sua filha viajaria para os Estados Unidos. para receber uma educação melhor e que uma vez que terminasse a escola, ela poderia voltar para o seu país.

Mas ela não tinha ideia de que estava desistindo de seus direitos como mãe e que nunca mais veria sua filha.

Embora este seja um ato terrível, a verdade é que isso acontece com muita frequência.

Segundo os porta-vozes do Reunite Uganda, isso é muito comum em países africanos.

Os representantes das agências de adoção vão às aldeias e contam às famílias sobre as possibilidades de uma vida melhor para seus filhos.

Em seguida, eles convencem as mães (geralmente solteiras) a concordar em enviar seus filhos para o exterior para retornar com uma educação melhor.

Desta forma, as crianças são levadas para orfanatos, onde são vendidas por até US $15.000 para famílias.

No mesmo dia em que adotaram Namata, outras 6 crianças também foram levadas.

Claro que, sabendo da verdade, a família Davis devolveu Namata para sua mãe.

Agora, sua história é compartilhada para aumentar a conscientização sobre a adoção de crianças do terceiro mundo, para que as pessoas sejam mais cautelosas.

Você sabia que crianças são traficadas dessa maneira?

COMPARTILHE esta história e COMENTE o que você acha da adoção? O que você teria feito?

DEJANOS SABEN TU OPINION
TE LO RECOMENDAMOS
TU PUEDE INTERESAR