Não force nem deixe sua filha beijar a todos. Quando vi esta campanha, parei de fazer isso

Não force nem deixe sua filha beijar a todos. Quando vi esta campanha, parei de fazer isso181shares

"Diga olá à sua tia! Dê um beijo no seu avô, não seja mal-educada!" Quantas vezes ouvimos essa frase quando éramos crianças e fomos obrigados a cumprir as ordens da mamãe para o nosso pesar? Por que então forçamos nossos próprios filhos a algo semelhante?

Recentemente A Mighty Girl compartilhou a foto de uma campanha com a seguinte mensagem:

Irene van der Zande é co-fundadora e diretora executiva da Kidpower Teenpower Fullpower International (Poder Total de Crianças e Adolescentes); sobre este assunto, ela comentou no CNN:

"Quando forçamos as crianças a se submeterem a afeição indesejada para não ofender um membro da família ou ferir os sentimentos de um amigo, ensinamos a elas que seus corpos não lhe pertencem porque têm que deixar de lado seus próprios sentimentos sobre o que está acontecendo e é bom para eles".

Obrigar as crianças a dar um beijo ou um abraço quando não querem ajuda para que se tornem vulneráveis a pedófilos, a maioria das quais são pessoas conhecidas, disse Ursula Wagner, que é especialista em Saúde Mental.

Não forçar as crianças não significa que elas estão sendo malcriadas, elas podem fazê-lo apertando as mãos.

Vinka Jakson é autora do livro para crianças: "Meu corpo é um presente" e em uma conversão com BiobioChile afirmou que "... não é recomendado que passemos a mensagem de que podemos forçar a relação física das crianças", nós estamos dando a entender que eles não têm direitos e liberdade de escolha, que eles têm que se submeter aos outros. Isso eventualmente cria jovens e adultos que se deixam ser vítimas de bullying ou que dormem com alguém apenas para fazê-los felizes.

Vamos respeitar nossos filhos e suas decisões sobre o próprio corpo, é claro que um guia claro e firme é importante, mas devemos lembrar que eles são pessoas independentes e que não podemos forçá-los a fazer algo que não querem e que é prejudicial a eles.

O que você acha sobre esse assunto?

Você incentiva seus filhos a cumprimentarem com um beijo ou um abraço?

Compartilhe essa mensagem com seus amigos.

DEJANOS SABEN TU OPINION
TE LO RECOMENDAMOS
TU PUEDE INTERESAR