O que você deve saber se decidir perdoar uma traição

O que você deve saber se decidir perdoar uma traição0shares

As relações humanas por natureza são complicadas porque somos seres bastante complexos. Mas os primeiros que encabeçam a lista sem discussão são os relacionamentos amorosos. É praticamente um ato de fé dar nosso coração a outra pessoa sem a certeza absoluta de que tudo ficará bem; mas é um risco do qual ninguém está isento.

Nesse sentido, uma das realidades mais difíceis que alguém pode enfrentar é uma infidelidade. Quanta dor causa uma traição dessa magnitude! No entanto, uma vez que o tempo ameniza as feridas, é possível pensar em uma reconciliação que, embora para alguns seja uma ideia maluca, há aqueles que conseguem alcançá-la perfeitamente.

Para que você tenha uma ideia do que irá enfrentar em uma situação como esta, selecionamos algumas situações que você terá que lidar. Só então você saberá qual é a melhor decisão para o seu caso. Nesse momento, não hesite em consultar um profissional para obter ajuda especializada. 

1. A primeira coisa que deve ser restaurada é a confiança.

É o elo mais afetado quando ocorre uma traição, mas não há outro caminho para uma união efetiva entre os dois. Sem confiança, nada do que você fizer funcionará. O desafio é deixar de lado todas as suas inseguranças, que vêm à tona quando você descobre que seu parceiro foi infiel.

Ocasionalmente, surge a dúvida de que isso pode acontecer novamente.

Há algo que você deve assimilar: seu parceiro ser infiel não depende de você, mas dele. Então, não importa o quanto você pense sobre isso, se ele quiser, vai acontecer. 

2. A chave é poder perdoar da parte mais profunda do seu coração.

Sim, você pode continuar como um casal depois de uma experiência como essa, mas você deve estar disposto a esquecer o que aconteceu. Ninguém pode julgá-lo se você decidir não fazê-lo; no final, quem sofrerá as consequências de sua decisão é apenas você.

O perdão implica um longo caminho cheio de tropeços, mas com um final feliz.

Só você sabe o quanto pode suportar. 

3. O fato de ter sido infiel não significa que seu parceiro não a ama.

A primeira ideia que nos vem à mente quando descobrimos que o nosso parceiro foi infiel é que ele já não sente nada ou que encontrou outra pessoa que pudesse satisfazer algo que você não pode. É uma situação complexa que, embora pareça impossível, a evidência científica corrobora que não tem absolutamente nada a ver com sentimentos.

Na maioria das vezes, as traições ocorrem por um simples impulso.

Obviamente, isso não fará com que você se sinta melhor, muito menos diminua a falta; no entanto, isso permitirá que você se liberte do fardo mental do que você poderia ter feito (ou deixado de fazer) para que algo assim acontecesse.

4. É difícil tirar a ideia da infidelidade completamente da sua cabeça.

Isso ficará por muito tempo em sua memória e você deve aprender a se controlar para evitar esse assunto com seu parceiro em discussões futuras por qualquer outro motivo.

Entenda que perdoar uma infidelidade não lhe dá o direito de revivê-la toda vez que precisar vencer uma briga.

Se você acha que definitivamente não conseguirá, é melhor terminar.

5. Existe a possibilidade de o seu parceiro fazer isso novamente.

É um risco que você deve entender que permanecerá latente. Pior ainda, alguns estudos apoiam a teoria de que a reincidência de infiéis é iminente porque é uma condição genética. Verdade ou não, se ele fez isso uma vez, nada o impede de fazer novamente.

É tanto que, para alguns, se torna um hábito.

Se você manter os pés na Terra sem criar falsas expectativas, existe a possibilidade de lidar com a incerteza que isso gera. Caso contrário, pode-se dizer que tentar novamente é um caso perdido. Mantenha-se atento às suas atitudes, porque são elas que revelam suas verdadeiras intenções.

6. Não importa o quanto você tente; as coisas serão completamente diferentes.

A coisa mais certa é que durante este período há algumas censuras derivadas da traição. Mesmo assim, mais cedo ou mais tarde, os ânimos se tornarão menos intensos, dando lugar ao diálogo e, se possível, à conciliação.

Apesar do que aconteceu, o futuro do relacionamento poderia ser bastante promissor.

Só que, para que isso aconteça, ambos devem ter a firme intenção de alcançá-lo. Caso contrário, qualquer esforço será em vão. Dizem que as crises são as melhores oportunidades para crescer; vendo dessa forma, o relacionamento de um casal que conseguiu superar uma infidelidade acabará sendo muito mais consolidado do que antes.

7. Não é necessário que você saiba de todos os detalhes sobre a aventura do seu parceiro.

É o mais saudável para ambos.

É muita informação que lhe custará processar e esquecer.

Além disso, sua curiosidade de saber é um pouco insalubre e não vai acabar te fazendo bem. Então, por que se torturar com isso? Permita que as coisas fluam naturalmente.

Você sente que poderia perdoar uma infidelidade? Você já teve que fazer isso? COMENTE e COMPARTILHE com seus amigos.

DEJANOS SABEN TU OPINION
TE LO RECOMENDAMOS
TU PUEDE INTERESAR