Os 18 procedimentos mais abomináveis que os nazistas praticavam com os judeus

Os 18 procedimentos mais abomináveis que os nazistas praticavam com os judeus8shares

A Segunda Guerra Mundial foi um dos eventos históricos mais importantes que aconteceram até à presente data, não só por causa da disputa importante entre algumas das nações mais influentes do mundo, mas também porque mostrou a pior face de um dos piores grupos militares que existiram: os nazistas.

Ainda hoje, são revelados alguns detalhes sobre suas práticas viciosas, que afetaram crianças, mulheres e homens, com particular crueldade em relação aos judeus e russos. Em virtude disto, aqueles liderados por Adolf Hitler poderiam ser considerados especialistas em termos de tortura, sendo extremamente implacáveis.

Obviamente, isso também devido a procedimentos realmente desumanos. É incrível perceber do que algumas pessoas são capazes de fazer em nome do poder. No entanto, as evidências são tão irrefutáveis quanto surpreendentes. Continue lendo para descobrir qual foi o destino da maioria dos prisioneiros da época.

1. Trepanação ou perfurações cranianas

Antigamente acreditava-se que a prática incomum de perfurar o crânio de um paciente poderia alcançar um nível de consciência mais alto do que o resto, obviamente, sem qualquer base científica. Como esperado, um procedimento extremamente doloroso.

Os nazistas deram seu próprio significado a este procedimento

O objetivo real em submeter os judeus a essa tortura era medir seu nível de resistência à dor. De uma maneira geral, eles preferiam fazê-lo em crianças, que seguravam em uma cadeira, enquanto o cientista responsável martelava sua cabeça. 

2. Deformação do corpo

Os nazistas não tinham o menor respeito pelos prisioneiros, se eles estavam vivos ou mortos. Por isso, era comum os corpos sem vida ser usados para fins experimentais também. Um dos principais procedimentos era a mutilação de alguns órgãos para determinar sua verdadeira utilidade.

Além disso, eles provavam com eles a compatibilidade de alguns membros de animais no corpo humano

Apenas uma mente perversa poderia tentar provar algo assim. No entanto, muitos cadáveres de crianças e adultos, judeus e russos, foram vítimas dessa realidade. Além disso, eles estavam interessados nas deformações naturais das pessoas, tornando-se atrativos aqueles que sofriam condições especiais como, por exemplo, o anão.

3. Estudos genéticos de gêmeos

Este tipo de evento era considerado surpreendente. Por essa razão, eles ficavam muito curiosos para saber até que ponto sua semelhança ou disparidade poderia acontecer, sem esquecer quais agentes externos poderiam alterá-los.

Josef Mengele foi um dos pioneiros neste tipo de teste

Este médico maligno patrocinou experiências que variaram desde a troca de sangue entre os gêmeos e estudando a reação de seus corpos a diferentes substâncias químicas. Mas o mais chocante foi a criação de siameses artificiais; isto é, eles literalmente "costuravam" os gêmeos para ver qual seria seu comportamento nessa realidade. Simplesmente assustador!

4. O programa "Lebensborn" visava a criação de uma raça perfeita

Acreditando numa espécie superior, eles iniciaram este programa, no qual pegavam centenas de crianças, que eram submetidas aos testes mais absurdos, para ver se seria possível reproduzir nelas as características físicas dos alemães, entre eles o tom loiro de seus cabelos ou a cor clara de seus olhos.

Um dos testes mais intensos era o das lâmpadas solares

As vítimas eram colocadas debaixo das lâmpadas solares, que produzia calor suficiente para queimar a pele.

5. Efeitos de congelamento e hipotermia no corpo humano

Esta idéia surgiu para encontrar uma maneira de preservar a saúde de seus soldados nas condições extremas às quais foram expostos durante a guerra.

O procedimento era tortuoso

As pessoas eram introduzidas sem qualquer proteção especial em cubas especialmente preparadas para diminuir progressivamente a temperatura, inserindo uma sonda retal que lhes permitia monitorar a temperatura. Geralmente, os corpos que mais resistiam atingiam a barreira dos 25 graus Celsius.

6. Intervenções para tentar transplantes

Embora possa parecer uma causa justa, apoiada pela ciência, essas operações eram realizadas sem qualquer tipo de anestesia, e muitos dos prisioneiros morriam antes de completar o procedimento, apenas pela intensidade da dor .

7.  Cura contra a malária

Muitos prisioneiros judeus eram injetados com este vírus para tentar uma variedade de medicamentos para ver se poderiam controlá-la.

Incrívelmente, muitos foram financiados por uma marca bem conhecida

A empresa Bayer fornecia os medicamentos para verificar sua eficácia. Infelizmente, a maioria não teve êxito devido à agressividade desta doença.

8. Testes de altura e pressão

Neste caso, o Dr. Rascher propiciou a prisão de alguns prisioneiros em uma câmara de baixa pressão para encontrar maneiras de ajudar os pilotos alemães que tinham que estar em altitudes elevadas. Dos 200 cativos, 80 morreram.

9. Resistência a gases

Eles queriam saber em profundidade o efeito do gás de mostarda e do fosgênio no corpo humano. Para isso, eles os usavam em prisioneiros, muitos dos quais morriam durante o teste.

10. Resistência a venenos

No campo de concentração de Buchenwald, foram realizados experimentos para investigar o efeito de venenos em pessoas. Eles simplesmente adicionavam veneno à comida dos prisioneiros. Muitos morriam instantaneamente.

Há muitos procedimentos assustadores que foram realizados pelos nazistas nos campos de concentração

11. Experimentos de esterilização

Principalmente em Auschwitz e Ravensbruck, os cientistas testavam vários métodos em seu esforço para desenvolver um procedimento eficiente e barato para a esterilização total de judeus, ciganos e outros grupos considerados racialmente ou geneticamente impuros pelos nazistas.

12. Consumo de água do mar

Os ciganos eram privados de comida e água e forçados a beber apenas água do mar, essa era outra idéia louca de Hans Eppinger, que estava procurando uma maneira de tornar a água do mar potável. Os ciganos desenvolviam doenças graves devido a essa prática.

13. Experimentos em Ravensbrück para verificar a eficácia da sulfamida

Os pacientes eram infectados com bactérias ou neurotoxinas, como Streptococcus, Clostridium perfringens (causando gangrena gasosa) e Clostridium tetani (agente tetânico). A circulação de sangue era interrompida, bloqueando os vasos sanguíneos na ferida e criando uma condição semelhante à de uma ferida infligida no campo de batalha. A infecção era agravada pela inserção de aparas de madeira e vidro, e depois tratada com sulfonamida e outras drogas.

14. Irrigação interna

A vítima congelada era submetida a um tratamento de ressuscitação que consistia em introduzir na vesícula biliar e nos intestinos do paciente,  água quente próxima do ponto de ebulição. Todas as vítimas submetidas a este "tratamento" morreram.

15. Regeneração de ossos, músculos e nervos

De setembro de 1942 a dezembro de 1943, foram realizados experimentos no campo de concentração de Ravensbrück para estudar a regeneração de ossos, músculos e nervos, bem como o transplante de osso de uma pessoa para outra. Secções de ossos, músculos e nervos eram removidos de indivíduos saudáveis.

16. Inseminações artificiais

Os nazistas realizavam inseminações artificiais em mulheres judias e ciganas, das quais zombavam dizendo que haviam injetado esperma de animais para criar um monstro.

17. Envenenamento em massa em chuveiros

Os mecanismos nazistas de extermínio em massa de vítimas judaicas, como a intoxicação por monóxido de carbono em "chuveiros", foram desenvolvidos primeiro, e depois aperfeiçoados, com um programa de extermínio da diversidade funcional.

18. Experimentos com bombas incendiárias

De novembro de 1943 a janeiro de 1944, experimentos eram realizados em Buchenwald para avaliar o efeito de várias preparações farmacêuticas sobre queimaduras de fósforo. Estas queimaduras eram infligidas em indivíduos com substâncias extraídas de bombas incendiárias.

A história mostra a crueldade de todos os atos dos nazistas

Felizmente, esses tempos são apenas uma lembrança ruim que não viveremos de novo.

Qual é o procedimento mais abominável? Deixe seu COMENTÁRIO e não esqueça de COMPARTILHAR com seus amigos.

DEJANOS SABEN TU OPINION
TE LO RECOMENDAMOS
TU PUEDE INTERESAR