Pessoas fiéis são as mais inteligentes, afirma um renomado neurocientista

Pessoas fiéis são as mais inteligentes, afirma um renomado neurocientista3shares

Quando se trata de infidelidade, todos nos perguntamos o que leva uma pessoa a trair. É uma questão de insatisfação? Existe um gene "infiel"? A verdadeira fidelidade realmente existe? Bem, enquanto muitos tentam determinar sua origem, um famoso neurocientista nos traz uma resposta mais simples: a infidelidade pode ser causada por falta de inteligência.

Segundo este cientista, a fidelidade está associada à evolução e isso com a inteligência do ser, portanto, serão os infiéis os mais tolos? Pode ser que sim. Se você quer saber mais sobre as afirmações fascinantes deste estudante do cérebro, continua lendo.

Não hesite em compartilhar com seus amigos. Não se esqueça de deixar sua opinião nos COMENTÁRIOS, nós gostaríamos de saber o que você pensa sobre isso.

Conheça Rodolfo Llinás

Um famoso neurocientista colombiano que dedicou grande parte de sua vida ao estudo do cérebro e da mente humana. Sua carreira é tão surpreendente que ele se tornou o diretor do programa NEUROLAB da NASA, embora atualmente atue como diretor do departamento de psicologia e neurociência da Universidade de Nova York.

Alguns meses atrás, em uma entrevista, ele surpreendeu a todos pela forma como relacionou os conceitos de amor, felicidade e fidelidade

Segundo Llinás, do ponto de vista neurológico, o cérebro funciona como um sistema fechado, que só pode ser "perfurado" por sentimentos. Relaciona até seu funcionamento com o de um computador, exceto que o cérebro tem criatividade e plasticidade, sendo capaz de ser modificado.

De acordo com seus estudos extensivos sobre o cérebro, a estrutura intelectual é baseada no emocional

Portanto, primeiro vem a emoção e depois a razão. Isso explicaria porque agimos de maneira imprudente em muitas situações.

Portanto, nossa perspectiva sobre o mundo não é formada por raciocínio, mas por sentimentos

"O amor tem um lugar proeminente e a lealdade é típica dos mais inteligentes", disse o professor da Universidade de Nova York.

Segundo Rodolfo, a área emocional do cérebro foi uma das primeiras a desenvolver

"É o cérebro inteligente, o dos répteis, onde existem apenas padrões fixos de ação, e é por isso que eles se aproximam ou saem de perto se querem comida, atacam se querem se defender e fazem sexo se querem se reproduzir", comenta.

O amor se origina na área emocional do cérebro, embora implique diferentes funções fisiológicas

Segundo o professor, o amor é como um deleite. Aquele que está apaixonado se torna ganancioso, então ele pode desejar ter mais e mais amor da pessoa que ama.

Além disso, acrescenta o cientista, "ninguém morre por causa do amor excessivo"

No entanto, o amor não é como fazer ginástica, diz Llinás, mas é como dançar do ponto de vista fisiológico.

Em relação ao "amor eterno", ele comenta:

"Isso é para inteligentes, eles estruturam e modulam os padrões de ação fixos baseados em ver o outro como a mão de alguém, cuidar disso é minha responsabilidade e vice-versa. Saber que não será apunhalado é a norma".

Fidelidade leva a não desperdiçar energia emocional e intelectual

Quanto mais inteligente a pessoa for, mais orientada estará para as grandes preocupações da humanidade, deixando de lado qualquer situação que desequilibre sua vida.

Portanto, Llinás acredita que o amor eterno é como uma dança infinita de neurônios entre duas pessoas inteligentes

Deve-se notar que Rodolfo não é o único a associar a fidelidade à inteligência

Um estudo desenvolvido por Satoshi Kanazawa, especialista em psicologia evolutiva, chegou à mesma conclusão.

Segundo a pesquisa, homens com alto QI apreciam mais a fidelidade no casamento

Enquanto as mulheres, independentemente do seu nível de inteligência, apreciam igualmente.

O estudo também indica que a monogamia está relacionada com a evolução humana

Já que, no princípio, o homem está intimamente ligado ao comportamento instintivo, que pode causar poligamia.

Então a monogamia poderia demonstrar um maior nível de evolução

O que você achou disso?

Deixe a sua resposta nos COMENTÁRIOS e COMPARTILHE com os seus amigos.

DEJANOS SABEN TU OPINION
TE LO RECOMENDAMOS
TU PUEDE INTERESAR